sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

DIAS EM TRÂNSITO PARTE 1

por Carlos Magalhães

A noite caía pela janela umidecida do ônibus, enquanto eu concentrado no computador começava a ler (pela décima vez) e entender melhor o Programa Cultura Viva - por Célio Turino e sua equipe - e o roteiro Delírios de um cinemaníaco - por José de Oliveira, o Zé Pintor.
Dois textos que estão vivos em minha mente e serão fundamentais para meu posicionamento nos dias que seguem.
Bom, vamos por partes certo?! Quinta feira, dia 25, estou indo para São Paulo no escritório da produtora Filmes para Bailar, discutir os encaminhamentos do roteiro de Zé Pintor e também a organização da equipe nos próximos dias.
Pra quem não sabe, estamos realizando, junto à Filmes para Bailar, ao próprio José de Oliveira e outros parceiros o filme que conta a história de vida do Zé Pintor. Esse trabalho que levou anos para amadurecer, agora está em nossas mãos como um fruto quase maduro, exótico e saboroso.
Encaminhamos um encontro presencial de toda essa equipe para os dias 4 e 5 de março em São Carlos. Nesse encontro iremos discutir os caminhos estéticos do filme, as demandas de produção e captação de recursos, o tamanho que iremos dar para o filme e ainda faremos uma exibição em película 16mm dos filmes realizados por Zé Pintor nos anos 60 e70, como teste de gravação para o próprio longa.
O processo de criação do filme pode ser acompanhado em sua página - zepintor.wordpress.com - em breve estaremos alimentado o site com conteúdos gerados no processo de criação do filme, além de disponibilizar o roteiro, as fotos do projeto, texto,vídeos, etc.
Por sinal, esse foi um dos pactos firmados na reunião com a Filmes para Bailar. Disponibilizarmos os conteúdos audiovisuais na internet para tornar acessível à todos o modo como estamos organizando esse filme.
E uma surpresa muito agradável aconteceu durante a reunião com a Filmes para Bailar, um grande amigo Vitor Guerra que havia acabado de voltar ao Brasil após um exílio consciente, trazia notícias sobre ocupações de casas abandonadas, comunidades vegetarianas de artistas e produtores e outras experiências mais que ele pôde viver em terras estrangeiras. Entregas e politizações de vida que podem alimentar muitas mentes e sonhos por aí.
Agora estou em Guarulhos, onde começa hoje - 26/02/2010 a Teia Paulista de Pontos de Cultura! Mas essa é outra história. Uma história que vou contando pra vocês aqui no blog do Massa Coletiva!
Um beijo Brasil, estamos juntos =)

Um comentário:

Paola disse...

legal, ein! as ações e o próprio diário.
estou na expectativa pela continuação.
boa sorte, aí!